Voltar ao topo

Ursula Haverbeck, de 89 anos, figura conhecida por suas teses negacionistas do Holocausto, foi presa em sua residência e encaminhada à penitenciária para cumprir pena por incitação ao ódio.

O Código Penal Alemão prevê, expressamente, no artigo 190, pena de até 05 (cinco) anos de prisão para aquele que “negar, aprovar ou minimizar, publicamente ou em uma reunião, um ato cometido durante o regime nacional-socialista”.

Haverbeck é viúva de líder do Partido Nacional Socialista e possui diversas condenações por negar as atrocidades do nazismo, chegando a afirmar, inclusive, que Auschwitz foi somente um campo de trabalhadores e não de extermínio.

Leia mais clicando aqui.

Notícias relacionadas