Voltar ao topo

Foi divulgado, nesta semana, relatório da Comissão da Verdade da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em que são noticiados casos de espionagem, repressão e censura a estudantes e professores à época, em especial após 1972, com o Governo Médici, quando foi implantada a Assessoria de Segurança e Informação (AESI). A AESI era composta por civis e militares e possuía como atribuições fornecer relatórios quinzenais sobre possíveis comportamentos subversivos no ambiente acadêmico, sendo que seus trabalhos resultaram em demissões, perseguições políticas e não-contratações. A estrutura também funcionou de forma similar nas dependências da USP, como exposto no relatório da Comissão da Verdade da Universidade, divulgado recentemente.

Leia mais clicando aqui.

Notícias relacionadas