Voltar ao topo

A Suprema Corte do Chile ordenou o confisco de mais de US$1,6 MILHÕES em bens do ex-ditador Augusto Pinochet, já falecido. Além disso, condenou três militares por responsabilidade no crime de desvio de fundos públicos no Caso Riggs.

Um estudo da Universidade do Chile, feito em 2010, determinou que Pinochet acumulou mais de US$21,32 milhões, sendo que US$17,86 milhões não tinham justificativa contábil.

A investigação judicial foi aberta em 2004, após a revelação de uma subcomissão do Senado estadunidense de contas secretas no banco americano chamado ”Riggs Bank”. Com a decisão de hoje, o caso foi encerrado definitivamente, após 14 anos.

Leia mais clicando aqui.

Notícias relacionadas